139 | Você não pode transferir a escritura da sua casa celestial

Ontem eu ouvi algumas pérolas do Buenão, mas com certeza uma das melhores foi essa que eu vou tentar te contar, pois ele foi impagável e genial, e eu não conseguirei estar a altura dele na forma de contar a metáfora, mas vamos lá, eu vou tentar:

Durante a pregação de ontem, o Buenão disse assim: ‘E quando Deus te chamar você vai estar preparado para ir para o céu? Pois Ele foi preparar um lugar para você e se Ele te disser, Vem, pois a sua casa está pronta!’

E eu parei pra pensar no que disse Jesus e confesso a vocês que nesses longos anos de caminhada, jamais vi ou ouvi nenhum pastor pregar sobre isso: Jesus disse claramente que ‘eu vou preparar um lugar‘ João 14:3 ‘E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.’

Se Jesus ‘vai‘ ou quando Jesus diz ‘eu vou‘ tem o significado direto na forma de verbo intransitivo e significa literalmente: ‘Seguir, continuar, desenvolver, estar a fazer, fazer acontecer, estar evoluindo ou a ser resolvido.’

Se eu e você não sofremos a Síndrome do Pangaré e nem somos jumentos que não entendemos nada de uma pregação (e não somos assim), fica claro que Jesus está dizendo que Ele foi para o céu preparar um lugar que ainda está sendo construído, que ainda esta sendo feito, que ainda esta ‘acontecendo’, que ainda está sendo resolvido, ou seja, brilhantemente o Buenão teve uma visão (compreensão e revelação das Escrituras) de que as casas no Céu ainda estão sendo preparadas, ainda estão em construção (e ele está certo) e quando a sua casa estiver pronta, Jesus vai dizer para você: Venha!

Agora eu entendi a ‘partida’ dos santos e ficou muito mais claro para mim o ‘desaparecimento’ repentino de certos irmãos: chegou a hora de tomar posse da casa dele no céu. Na verdade, eu acho que as casas serão mansões (mas essa ideia é minha de foro intimo).

Eu estou encantado pelo Buenão, foi uma pregação Antológica que merecia ter sido gravada pelo menos em áudio, é a minha eterna ‘briga’ com alguns pastores que deixam de gravar as suas mensagens para serem distribuídas em CD, em Pendriver ou em redes sociais (youtube) por que realmente foi antológica e merecia ter sido imortalizada para que as gerações escutassem essa pérola do MAR. Durante muitos anos eu fui um dos responsáveis por gravar, editar, masterizar e distribuir as mensagens do reverendo Caio Fábio, e a gente gravava TODAS as mensagens de Copacabana (Posto Seis), pois nunca sabíamos quando vinha uma pérola. 

Meu irmão e minha irmã, fique preparado, pois você não sabe em que momento a sua casa vai estar pronta e ela não pode ter a ‘escritura transferida’: ela é sua.

Léo Vilhena

Anúncios