137 | Não desista de seu ministério, a não ser que você faça o ‘haraquiri’

Certas decisões (escolhas) que tomamos ao longo de nossas vidas podem ser naturais (pelas nossas próprias escolhas), incentivadas (quando são tomadas por exemplos ou influências), por decisão de Deus (resposta a um chamado) ou por medo (quando somos obrigados, coagidos).

Eu creio que no meio do Grupo Pastores e Líderes em Oração não exista nenhum caso de algum chamado em resposta a uma obrigação causada pelo medo do Hitler, Mussolini ou pelo ditador coreano Kim-Jong-Un, todos os líderes (Pastores, Bispos, Diaconisas e Missionários) atenderam a um chamado da parte de Deus e fizeram a escolha natural de servir a Deus incentivados pelo Espírito Santo de Deus.

Nenhum de nós teve uma arma apontada para a cabeça e muito menos tivemos uma espada de Samurai encostada em nosso pescoço, ameaçando sermos degolados. Alguém foi ameaçado?

Você pode até tentar argumentar comigo: ‘Mas a minha ordenação foi um erro’.

Então eu te pergunto: Por que foi um erro? Você foi obrigado(a)? Alguém te colocou uma faca, uma espada ou arma na sua cabeça?

Deus já não sabia que você teria dificuldades? Então, por que Ele não te impediu de responder ao IDE e não impediu do óleo ser derramado em sua cabeça? Não existe lideres que não foram autorizados e constituídos por Deus. Toda liderança foi chamada (livre arbítrio e vontade permissiva) por Deus.

Também não consigo deixar de dizer que eu compreendo que problemas, traições, frustrações, desânimos (que não são poucos) e abatimentos são pertinentes às nossas trajetórias e carreiras (é o preço a pagar pelo Evangelho), são doloridos e não são faceis de suportar (eu sei bem o que é isso) mas nós já sabíamos que seria assim, antes mesmo de respondermos ao IDE de Jesus. Ninguém é bobo aqui.

Todos nós sabíamos que a caminhada seria difícil, cansativa, cheia de obstáculos e dura. Não é uma ‘corrida de 1000 metros’ é uma ‘maratona’ que só vai terminar no Céu. A ‘linha de chegada’ da nossa maratona é em Nova Jerusalém e a ‘bandeirada’ final é feita por Jesus. Mesmo que você esteja cansado, exausto ou desanimado, cruze a linha de chegada ‘capengando’ , arrastando-se ou até com uma só perna, mas não desista. Deus não suporta fracos e mentirosos que quebram a aliança com Ele.

Por isso, eu só quero te dizer três coisas básicas:

1 Ninguém te obrigou a seguir e responder ao teu chamado;

2 Deus não aceita brincadeiras com os votos que fazem com Ele;

3 Por mais difícil que seja a caminhada, se você um dia concordou que o óleo fosse derramado em sua cabeça (e você não foi obrigado a isso) tenho algo a te dizer muito sério: O teu chamado ministerial é irreversível!

Por que eu digo isso? Baseado em qual versículo? (Tudo o que eu falo sempre tem uma base bíblica):

1 Melhor é não fazer um voto com Deus pois Ele não vai esquecer desse compromisso ‘Não fazer um voto é melhor do que fazer e não cumpri-lo’ Eclesiastes 5:5;

2 De Deus não se zomba, se você atendeu (respondeu) a um chamado, por mais que seja duro, difícil e dolorido (mesmo que os teus parentes e familiares zombem de você, pois o profeta não tem honra em sua própria casa) não retroceda pois você fez um voto com alguém que não se deixa escarnecer: ‘Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.’ Gálatas 6:7;

3 Quer desistir de sua caminhada e desistir de seu chamado (ministério)? Tudo bem, você até ‘tem esse direito’, se você conseguir apagar da bíblia o que diz Levítico 27:28,29:

No entanto, nada do que alguém dedicar irremissivelmente ao SENHOR, de tudo o que tem, seja homem, ou animal, ou campo da sua herança, não se poderá vender, nem resgatar; toda coisa assim consagrada será santíssima ao SENHOR. Ninguém que dentre os homens for dedicado irremissivelmente ao SENHOR se poderá resgatar; será morto‘.

Vou repetir para não restarem dúvidas:

No entanto, nada do que alguém dedicar irremissivelmente ao SENHOR, de tudo o que tem, seja homem, ou animal, ou campo da sua herança, não se poderá vender, nem resgatar; toda coisa assim consagrada será santíssima ao SENHOR. Ninguém que dentre os homens for dedicado irremissivelmente ao SENHOR se poderá resgatar; será morto‘. Levítico 27:28,29.

Entendeu? Quer desistir? Tudo bem, mas só vai conseguir desistir, sem ferir as ‘Leis de Deus‘ se você estiver morto, enquanto isso não acontece, pois você esta lendo esse editorial (significa que você está vivo), arregace as mangas e não desista de um chamado que Deus não te obrigou a ele, e já que você foi ungido (a), ‘bola pra frente’ ou então vá para o inferno de primeira classe e pratique o haraquiri, ritual suicida japonês reservado à classe guerreira, principalmente samurai, em que ocorre o suicídio por esventramento (enfiar uma faca na barriga).

Ou então, seja um cristão genuíno (não apenas de boca), não cometa o suicídio e lute contra tudo e contra todos, mas não lute contra o teu chamado e nem contra Deus: Foi Ele quem te consagrou e você só pode ser ‘resgatado’ (ficar fora do ministério) morto.

Léo Vilhena

Anúncios