111 | Em tempos de interatividade não seja refém da hiper conectividade

É inegável que vivemos na era da tecnologia, e as camadas mais profundas da interatividade estão criando uma geração de reféns da hiper conectividade. As pessoas só pensam em fotos, snapschats, em poses, em stories e à todo o custo querem viver antenadas em seus celulares, tablets, smartphones, notebooks e não percebem que estão desenvolvendo uma patologia chamada de Nomofobia, é quando o uso de tecnologias vira uma doença, e em geral a pessoa não percebe essa dependência.

Em tempos de Facebook, WhatsApp, Telegram, SnapChat, Printerest, Google+, Youtube, Twitter, Instagram e até do falecido Orkut, as redes sociais podem ser uma benção, se forem bem utilizadas, ou uma maldição, se forem mau utilizadas. Tem gente que deixa de viver, comer, beber, trabalhar, interagir e cumprir com os compromissos até profissionais para viverem ‘antenados’.

Para algumas pessoas perder o celular equivale a perder todos os documentos ou até a própria vida (acham que eu estou exagerando?). Não estou.

Ela sofre de dependência digital, ou Nomofobia (do original “no mobile fobia”), uma patologia com consequências psíquicas, sociais e físicas reais que interferem em sua vida amorosa, familiar e até de trabalho.

O primeira sintoma que o dependente dessa patologia diz é: ‘Eu não sou dependente’, mas nunca se vê ela sem o celular na mão e se ela fica ‘desconectada’ (Sem o aparelho em mãos ou sem o sinal de internet) ela fica irritada, nervosa e agressiva, mas põe a culpa dessa irritabilidade em outras causas, e nunca reconhece a Nomofobia.

Podemos viver conectados ao mundo, mas não podemos deixar que essa conectividade nos deixe desconectados da realidade e do mundo que nos cerca. Devemos priorizar as atividades da vida e da vida de nossa família.

Até o início dos anos 90 as gerações passadas não tiveram essa hiper conectividade antenada e plugada, e conseguiram viver por mais de 2.000 anos, e há quem diga que aquelas gerações eram mais felizes e menos estressadas.

Léo Vilhena

Anúncios